quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

Porque comentar neste blog?

Caro leitor, pare para pensar. O que seria de Michelangelo, Pablo Picasso ou Vincent Van Gogh, se não tivessem apreciadores de suas obras?

O cometário que eu o convido a deixar não custa uma furtuna como uma obra desses mestres, para falar a verdade, você não paga nada para comentar as matérias que lê, nenhum centavo, absolutamente, até porque eu também não sou um Vincent Van Gogh, se eu fosse eu cobraria as visitas hahaha mas ainda que não seja, gosto muito quando vejo a sua participação por aqui, pois além de interagir com o autor deste blog, você estará contribuindo com suas idéias e críticas, e o melhor, ganhará em conhecimento bom ou ruim a medida que desfruta das informações postadas.

Na realidade os comentários são como combustível para um blogueiro. Claro, que os cliques na publicidade também estimulam. Mas os comentários, além de massagear o ego do editor também mostram se a audiência está gostando do conteúdo.

Nada melhor do que depois daquela postagem que levou um tempo para ser concretizada, ler abaixo a opinião dos leitores, mas tem um problema, nos pequenos, e humildes blogs como esse, os comentários são escassos. Quando recebo algum é praticamente um evento dentro do blog, assunto digno de receber outro artigo a respeito. Brincadeira, também não é tanto assim. Mas que são raros, são.

Eu percebo que muitas pessoas passam por um blog, navegam pelas postagens, aproveitam o conteúdo que é oferecido e, normalmente, saem sem ao menos deixar um comentário. Antes de ter um blog e de rever os meus conceitos, passava sem deixar qualquer vestígio, hoje, procuro comentar sempre, apoiando o blogueiro. Também existem muitos que comentam pensando na troca do link automático para seus respectivos blogs. Nada contra, muito pelo contrário, indico ao pessoal que tem blog no Blogger, que não use a sua identidade Google para comentar. Prefira sempre a opção Outro, assim seu blog ficará linkado corretamente e não o seu perfil do Blogger.

Por isso não deixe a oportunida de passar e sempre que quiser expor a sua opinião, mesmo contrária a do blogueiro, não deixe passar em branco. Não tem nada quase nada que faça um blogueiro mais feliz exceto quando recebe dinheiro dos programas de afiliados do que um comentário bem escrito.

Existem alguns momentos que realmente não se deve comentar, como:

* Quando não temos nada a acrecentar ao assunto.
* Quando pensar em fazer spam, pois não tem coisa pior que você ir ler um comentário e encontrar propaganda.
* Quando for colocar frases do tipo: Valeu! ou Muito bom o post! (cai na primeira dica da listagem)
* Quando for usar palavrões e palavras desconexas (miguxês)

A etiqueta de quem comenta

Algumas dicas para que você seja um bom comentarista (ou comentador) e não passe vergonha na blogosfera.

* Escreva corretamente - Nada melhor que um bom português, para um entendimento claro.
* Seja objetivo - Não fique rodeando ou escrevendo um texto muito grande
* Não coloque links ou endereço(s) do(s) blog(s) - Confesso que já fiz muito, mas é altamente deselegante, pois você tem um local para colocar a sua url.
* Sempre use o mesmo nome para que você se torne conhecido pelos comentários de qualidade.

Acho que com essas dicas você, a partir de agora, vai pensar duas vezes antes de sair sem deixar um comentário. Mas lembre-se que mais vale a qualidade dos comentários que a quantidade deles.

1 comentário

Pulga disse...

E também temos o velho conhecimento: "Comentário gera comentário".
Exemplo: "Eu = troll"
Eu opino te xingando. Fulano não gosta e me xinga. Você fala que Fulano é legal e me xinga. Eu retorno, falo que isso é "mimimi" e que nunca mais vou ler o blog. Pronto, quando alguém fala isso, significa que irá acompanhar o blog TODOS os dias e comentará freqüentemente em busca de um "furo"

Postar um comentário

2008 Todos os Direitos Reservados Cidadão Maluco - Design by UsuárioCompulsivo - Modificado Leandro Braçaroto - BlogBlogs.Com.Br - diHITT Ir para o topo